© CLINICA DO JOELHO DE LONDRINA 2019 

Para marcar uma consulta

Ligue 43-3324-0075​

Principais problemas do joelho //

O joelho é uma articulação complexa com muitos componentes, tornando-o vulnerável a uma variedade de lesões.

Devido a sua posição anatômica está sujeito tanto aos traumas diretos (contusões) quanto aos traumas indiretos (torções ou estiramentos), principalmente quando os seus limites  de movimento são ultrapassados.

Os ligamentos são as estruturas responsáveis pela firmeza do joelho (estabilidade), evitando movimentos exagerados. Se o joelho for forçado em uma direção específica, os ligamentos que o mantém firme podem não suportar e se romper.

Muitas lesões no joelho podem ser tratadas com sucesso com medidas simples, como exercícios de reforço e reabilitação. Outras podem exigir cirurgia para serem recuperadas.

CIRURGIA ARTROSCÓPICA

 

Uma das maiores evoluções no campo da cirurgia do joelho foi o desenvolvimento da técnica da artroscopia.

 

A artroscopia do joelho é um procedimento cirúrgico que permite que os médicos visualizem o interior da articulação sem fazer uma grande incisão (corte) na pele e outros tecidos moles. A artroscopia é usada para diagnosticar e tratar vários problemas no joelho.

 

Durante a artroscopia do joelho, o cirurgião insere uma pequena câmera, chamada artroscópio, na articulação. A câmera exibe imagens em um monitor de vídeo de alta definição, permitindo o diagnóstico e tratamento das lesões encontradas.

 

Como o artroscópio e os instrumentos cirúrgicos são bem finos, o cirurgião pode fazer incisões muito pequenas, evitando as grandes incisões das cirurgias abertas convencionais.

 

Isso resulta em menos dor para os pacientes, recuperação mais rápida e muitas vezes reduz o tempo necessário para o retorno às atividades favoritas.

LESÕES DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR DO JOELHO

 

OS LIGAMENTOS DO JOELHO

 

Devido a sua localização central, o joelho é a articulação do membro inferior mais sujeita a lesões, tanto por traumas diretos quanto por forças indiretas, as chamadas torções.

Os ligamentos do joelho são as estruturas responsáveis pela sua firmeza (estabilidade), evitando movimentos exagerados. Os principais ligamentos são os dois colaterais (lateral ou “do lado de fora” e medial ou “do lado de dentro”) e os dois cruzados (anterior e posterior).

O LIGAMENTO

CRUZADO

ANTERIOR

Dos quatro ligamentos, o ligamento cruzado anterior (LCA) é o mais frequentemente lesado, pois ele é responsável por evitar movimentos de “gaveta” e rotação exagerada do joelho.

Desta forma, a sua rotura ocorre principalmente em esportes como futebol, basquete e voleibol, que exigem muita rotação e onde muitas vezes o pé pode ficar preso no chão e o corpo rodar sobre o joelho.

As principais vítimas dessas lesões são os chamados “atletas de final de semana”, que não tem uma musculatura adequada e não tem o hábito de fazer alongamentos, o que predispõe a uma estrutura muscular mais fraca e sobrecarrega o ligamento, que pode assim se romper. No momento da rotura, muitas vezes a pessoa escuta um estalido, seguido de dor intensa e inchaço rápido, impossibilitando muitas vezes até mesmo andar normalmente.

ARTROSE

DO JOELHO

 

 

 

 

A artrose é uma doença de caráter inflamatório e degenerativo das articulações (juntas) do organismo, marcada pelo desgaste das cartilagens que revestem as extremidades ósseas, causando dor e podendo levar a deformidades. As articulações mais acometidas pela artrose são as que suportam peso, como a coluna vertebral, os quadris e os joelhos. A artrose do joelho tem se tornado cada vez mais comum. Muitos fatores estão relacionados com o seu aparecimento e seu desenvolvimento, dentre eles o envelhecimento, excesso de peso ou de trabalho na articulação acometida, exercícios que exijam impacto repetitivos sobre a articulação (como saltos), história familiar e tabagismo. Analogamente, podemos imaginar que a cartilagem que reveste os ossos nas articulações tem uma certa espessura, como o pneu de um automóvel. Conforme ocorre o desgaste peso uso, o pneu vai diminuindo de espessura, até chegar na “lona”, o que na articulação corresponde ao desgaste da cartilagem até chegar no osso. Quando isso ocorre, a dor fica muito forte e incapacitante.

LESÕES DOS MENISCOS DO JOELHO


 

 

Os meniscos são cartilagens com o formato aproximado da letra “c” que se situam no meio do joelho, atuando como amortecedores de impacto. Cada joelho tem dois meniscos, um do lado medial (interno) e outro do lado lateral (externo). Sem a presença dos meniscos, os impactos suportados pelo joelho vão atingir diretamente a cartilagem que reveste os seus ossos, levando a um desgaste precoce (artrose), com consequente dor e limitação dos movimentos. Apesar dos meniscos suportarem bastante peso, eles são vulneráveis aos movimentos rotacionais, como as torções decorrentes da prática de esportes como o futebol, basquete e voleibol.

ARTICULAÇÃO PATELOFEMORAL

 

 

A patela é um osso localizado na parte frontal do joelho, cuja função principal é atuar como uma roldana, potencializando a força dos músculos da parte anterior da coxa para estender do joelho.

A patela desliza num sulco formado na parte inferior do osso da coxa (fêmur), conforme dobramos e esticamos nosso joelho. 

Antigamente, quando uma pessoa sofria um acidente e quebrava a patela, era comum que os médicos fizessem sua retirada completa, o que levava a perda importante da força muscular da coxa, dificultando até mesmo a subida e descida de pequenas rampas ou escadas. Hoje, devido ao reconhecimento da importância da patela, ela deve ser reconstruída e somente em casos muito graves ela é retirada.